Gospel Talebã

Extraído do Blog Novas Ideias

Qualquer pesoa que se disponha a contestar os conceitos tradicionais de protestantismo evangélico é perseguida. Com apenas 17 horas que havia escrito alguns ítens nas comunidades da Betesda no Orkut sobre a intolerância religiosa atual, já fui chamado de "cego espiritual" e disseram até que "minha salvação está em risco". Graças a Deus que "sei em quem tenho crido e estou certo de que Ele é poderoso para guardar meu tesouro até o dia final", livre de qualquer sombra da imposição religiosa e legalista.

Quão fundamentalistas nos tornamos! Criticamos tanto o Talebã, o Islamismo e qualquer outro conceito relacionado e nos tornamos tão parecidos, disposto a matar os sentimentos de qualquer um que se oponha à elite evangélica atual. Onde chegamos, Meu Deus?

Estamos perdendo alguns dos principais fundamentos da reforma e não estamos percebendo! O que Martinho Lutero diria se visse algumas igrejas atuaias e visitasse algumas "reunioes de pastores"?É, apesar de ter nascido supostamente num "berço evangélico" (como dizem alguns, apesar se nã osei se esse talberço existe mesmo) e ter crescido no ambiente mais legalista da Assembléia de Deus (se lembra dos ensinamentos antigos do Ministério Madureira?), ainda não conhecia a igreja evangélica de verdade, a fundo como estou conhecendo agora. "Cego espiritualmente"... Senhor!

Às vezes, a impressão que se tem é que sou o único errado, eu e alguns poucos, mas quando olho para Jesus, vejo que Ele não foi seguido pela elite religiosa de seu tempo nem pelos líderes "famosos", mas por ex-prostitutas, cobradores de impostos, pescadores, nasceu numa familia de carpintaria. Acho que se Jesus nascesse hoje, ninguém aceitaria um Messias tão "feínho" e pobretão. Imagina! O Messias tem de estar num ginasio enorme, com uma multidão pulando e gritando em atos espirituais. O Messias tem de estar no centro de tudo, afinal ele é o Filho de Deus. Onde já se viu um Mesias que não tem nem um trono para si?! (Alguma semelhança com a história original?)

Posso dizer que se a Igreja evangélica brasileira não se rever teologicamente, cada vez mais nos afastaremos do Ide de Jesus e nos tornaremos mais fundamentalistas e arrogantes em si mesmo, caindo enfim na degradação.

Graças a Deus que ainda temos homens, ainda que poucos, que denunciam esse sistema famigerado e presunçoso onde Deus é apenas um mordomo de homens e mulheres comprometidos consigo mesmo e com seu "umbigo".

Que Deus nos proteja!

0 comentários: