Ricardo Gondim


São pessoas como Ricardo Gondim que me fazem perceber que nem tudo está perdido na Igreja Evangélica no Brasil. Me fazem ver que ainda há alguem para se admirar e em quem confiar.

Ricardo Gondim, antes de pastor, é humano. Ama sua esposa como qualquer ser natural faz. Gosta das coisas boas da vida como qualquer pessoa em sã consciência gosta. Gosta de futebol como qualquer brasileiro que se preze (tá certo que é corintiano, mas ninguém é perfeito!). Sabe aprecias as coisas belas da vida, como uma boa poesia, um boa música (esqueça as músicas "gospel"!), uma boa roda de amigos, como uma tarde com a familia. Também sabe exteriorizar seus sentimentos: sente raiva, medo, decepção, alegria, tristeza.

O que quero dizer com isso? Que, antes de ser pastor, Ricardo Gondim é HU-MA-NO, é homem, e não se disfarça atrás de uma capa religiosa para ganhar a confiança dos menos esclarecidos.

São homens como ele que me motivam a ainda continuar levando o nome de "evangélico". Nem tudo está perdido. Ainda há poucas, mas vozes firmes que não se dobram para o farisaísmo que está cercando a igreja de hoje. Não ensina que a "fórmula" para ser salvo é possuir um "cartão de membro" de uma igreja. Alias, não ensina fórmulas para ser salvos.

Antes de desejarmos ser "servos de Deus" (se é que Ele tem servos), "Filhos do Deus Altissimo", "Sal do Mundo", devemos desejar ser pessoas boas na soceidade onde vivemos e marcar história com atos, ainda que pequenos, mas grandes para as pessoas que o recebam.

Só mudando um pouco de assunto, mas já to de saco cheio desse discurso sem fim desses crentes: "eleito de Deus" (ele realizou alguma eleição? Não me lembro de me candidatar), "Servos de Deus" (epa!, a escravidão ja passou...), "Sã Doutrina (ai, ai), "ficar na Posição de Deus" (qual é essa posição?) e outras babaquices que somente fazem a Igreja ser vista como boba e motivo de risadas.

Por isso admiro o pastor Ricardo Gondim. Ele é diferente. Sim. A igreja evangelica no Brasil não é feita apenas de Macedos, Hernandes, Soares, Pagliarins e outros.

Graças a Deus!

0 comentários: